LinkedIn: 9 bilhões de chances por semana para ter sucesso

Olha só quanta oportunidade você pode estar deixando passar por ignorar esses simples fatos

Para muitos o LinkedIn ainda é só aquela plataforma para encontrar emprego ou gerar networking e, por isso, acaba sendo totalmente negligenciada quando falamos de estratégia de marketing – pessoal ou corporativo.

Mas olha só o que muitos estão deixando escapar: toda semana o feed do LinkedIn entrega mais de 9 bilhões de impressões dos conteúdos criados na plataforma mas só 3 milhões de conteúdos são compartilhados toda semana.

É isso mesmo. 9 bilhões, com b, versus 3 milhões, com m. Dados oficiais da própria empresa.

O que isso significa? Que existe um potencial gigantesco a ser explorado já que a oferta é infinitamente maior que a demanda!

Sabe aquele release que vai para os outros canais?

Aquele artigo do blog que poderia ajudar tanta gente?

Sua mensagem precisa ser potencializada!

E a outra boa notícia é que os algoritmos do LinkedIn estão extremamente favoráveis para quem souber explorar da forma correta para conseguir alcance orgânico.

Para entender um pouco melhor, o LinkedIn mudou recentemente seu algoritmo para entregar conteúdo de forma bem mais lenta do que outras redes, como Facebook e Instagram. Então, ao contrário das duas que entregam em minutos ou horas, aqui, seu conteúdo orgânico pode ser alcançado de forma natural por semanas.

Vou listar algumas dicas básicas de SEO para LinkedIn para que você aproveite ao máximo para engajar seu conteúdo orgânico com sua rede de relacionamento.

Como?

Se você já fez ou já coordenou profissionais ou empresas executando estratégias de SEO em buscadores de search, encare o LinkedIn como um player único. Aqui existem regras específicas e que devem ser seguidas.

Prova disso é que conteúdos que são levados a um link externo, ou seja, para fora da rede, são “penalizados” ou não ganham tanta relevância orgânica. O LinkedIn quer ser encarado como “dono” do conteúdo. Então, se você tem um vídeo no Youtube, não aponte para o link externo, prefira hospedar aqui na plataforma.

Cuidado para que seus posts não pareçam mecânicos: o LinkedIn pode penalizar postagens feitas nos mesmos dias e horários. Diversificação – incluindo testes – é a chave!

Verifique se seu perfil está marcado como público. Caso esteja fechado, quem comentar no seu artigo ou update não receberá o ticker no feed – o que será um freio para a viralização do seu conteúdo.

Call to Action é muito importante: você só tem 3 segundos para prender a atenção de alguém. Então pense muito bem no seu título e na sua thumbnail.

E não é preciso dizer que sem conteúdo autêntico, nenhum desses pontos acima têm sentido algum.

Você está cometendo esse erro? Se sim, está na hora de repensar suas estratégias!

Se você achou este artigo interessante e quiser um post mais detalhado sobre os estágios do algoritmo do LinkedIn, comente abaixo que eu trago uma análise bem detalhada para vocês!

Fillipe Pascalicchio

Fillipe Pascalicchio

Fillipe Pascalicchio é fundador da agência EVERY, especializada em comunicação digital para mercados complexos, e das plataformas Boardy e LeadManager. Acumula expertise desde 2007 em comunicação digital e tem o privilégio de ser um dos primeiros profissionais do meio no mercado. Jornalista, tem grande experiência com as áreas de Tecnologia e Desenvolvimento. Se apaixonou por linguagem de programação web na faculdade de jornalismo quando fazia bicos de sites no FrontPage, SEO e mIRC Scripting. Ativou o modo empreendedorismo e desde então vem ajudando marcas a pensar e se posicionar de forma mais estratégica no ambiente digital, trazendo sempre um olhar de inovação para os serviços prestados pela agência.
× Dê um oi no WhatsApp